Diferenças entre os quatro tipos de estepes do Brasil


Veja abaixo as características e as diferenças dos quatro tipos de estepes que são disponíveis no Brasil:


O estepe integral tem o pneu na mesma medida dos outros quatro que constam no carro e é o mais popular no país. Geralmente, estes estepes têm rodas de aço e são baratos, porém, ocupam muito espaço no porta-malas. Uma das principais vantagens deste tipo de estepe é que ele pode entrar no rodízio dos pneus.

Já o estepe temporário cheio pode ter só 12,5 centímetros de largura, o que limita a velocidade e o tempo que pode ser rodado com ele. Além de também limitar a dinâmica do carro e, por causa da diferente aderência dos pneus, o automóvel pode puxar para um dos lados quando houver aceleração ou frenagem intensa. Apesar de caros, estes estepes têm algumas vantagens, como ocupar menos espaço e ser mais leve, o que acelera o tempo de troca.

O estepe temporário murcho, o qual ainda é raro no Brasil, tem um tempo maior no processo de troca do pneu, isso porque ele necessita de um compressor de ar ligado em uma tomada 12 V para enchê-lo. Este estepe é caro, entretanto, é leve e é o tipo que ocupa menos espaço no porta-malas.

Enquanto o run flat com kit de reparo possui um sistema de monitoramento, o qual avisa quando um dos pneus perde a pressão, porém, este tipo de estepe é caro, não pode ser reparado e possui laterais reforçadas, o que deixa o pneu pesado e rígido.