Projeto de Lei determina que motoristas iniciantes utilizem identificação para dirigir



Caso o Projeto de Lei 6098/16, criado pela deputada federal Christiane de Souza Yared, PR-PR, seja aprovado, os motoristas iniciantes terão que utilizar uma placa de identificação no veículo quando estiverem dirigindo.

Este projeto já foi aprovado pela Comissão de Viação e Transportes, CVT, da Câmara dos Deputados e agora segue para aprovação das Comissões de Constituição e Justiça e de Cidadania. De acordo com o projeto, os motoristas que possuem a Permissão para Dirigir, ou seja, que estão no primeiro ano de direção legal, terão obrigatoriedade em utilizar uma placa que identifique a condição de iniciante do condutor.

Segundo a deputada Christiane, esta lei tem como meta gerar uma melhor convivência no trânsito, pois os condutores mais experientes seriam mais compreensivos com os motoristas iniciantes, evitando acidentes e brigas desnecessárias. Em países como Estados Unidos e os da Europa esta lei já existe, juntamente com leis para limites de velocidade e de necessidade de acompanhamento de um condutor mais experiente.

No Brasil, a punição para quem não respeitar esta lei, caso seja aprovada, será receber uma infração grave e ter o carro apreendido, até que o veículo tenha a identificação necessária. Porém, esta punição é contrária a lei já existente no Código de Trânsito Brasileiro, a qual diz que se uma pessoa com Permissão para Dirigir receber uma infração grave, esta perderá, automaticamente, sua CNH (Carteira Nacional de Habilitação) provisória.



Você precisa de ajuda para regularizar o documento de seu veículo? Recebeu uma notificação de infração de trânsito (multa) e e deseja recorrer? Então você precisa de um Despachante Online. Conheça nossos serviços. Saiba mais.

Este site divulga conteúdos baseados em informações do Detran de seus respectivos Estados, e facilitando a vida do cidadão com informações sobre Multas, IPVA, CNH, Agendamentos, além de dicas sobre o trânsito e concursos públicos promovidos pelo órgão.

Dessa maneira, estamos à disposição do cidadão brasileiro para oferecer informações, e que esta se reverta em facilidades.