Tipos de pastilhas de freio


As pastilhas são componentes do sistema de freios, a qual proporciona segurança e bom rendimento a um automóvel. Este sistema funciona diminuindo a velocidade do carro ou parando-o totalmente.


As pastilhas de freio têm como objetivo fazer o carro parar de forma segura quando entram em contato com o disco de freio, e, com o uso, estas pastilhas sofrem desgaste e devem ser substituídas. Caso contrário, o veículo estará propenso à acidentes, por isso, a manutenção periódica é extremamente necessária no sistema de freios.

São quatro os principais tipos de pastilhas de freio que existem no mercado, são elas: a pastilha orgânica, a metálica, a semimetálica e a de cerâmica. A pastilha orgânica é a mais conhecida e mais fácil de achar nas lojas automotivas. É indicada para o uso urbano, já que é silenciosa, tem bom desempenho, preço baixo e causa pouco desgaste ao disco de freio, porém, sua durabilidade não é muito boa. A pastilha metálica é a melhor opção para os carros off-road, pois tem em sua composição um material resistente, é silenciosa, tem bom desempenho, uma boa vida útil e agride menos o disco de freio, entretanto, esta pastilha tem um custo mais elevado.

Já a pastilha semimetálica tem um custo menor do que a metálica e é ideal para carros de uso pesado, tem boa duração, desempenho, porém, faz muito ruído. E as pastilhas de cerâmica são a opção de marcas como Porche e Ferrari, tem um custo bem alto, é silenciosa, tem um ótimo desempenho, resistência e dura bastante, além de não absorver água. Para saber a opção mais indicada para o seu tipo de automóvel consulte o manual do fabricante.